Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationInteligência de MercadoAgnósticos em relação à idade: a geração eternamente jovem

Agnósticos em relação à idade: a geração eternamente jovem

  • Written by:

Os limites da velhice continuam a mudar à medida que as pessoas vivem mais e cuidam melhor de sua saúde, aparência e bem-estar.

Os agnósticos em relação à idade não mostram mais atitudes passivas em relação ao envelhecimento, o que é especialmente verdadeiro em países com economias mais ricas, além de sistemas de saúde e condições sociais mais dignas.

Os baby boomers (nascidos entre 1946 e 1964) são a geração que menospreza a idade. Eles não se consideram velhos e, definitivamente, não querem que os outros se refiram a eles com tais termos.

Além disso, os baby boomers mais velhos, frequentemente chamados de geração “eternamente jovem”, estão agora chegando aos 70 anos e redefinindo o envelhecimento. Eles são um novo tipo de consumidor maduro, um grupo diversificado que gosta das mesmas coisas que seus colegas mais jovens e deseja continuar fazendo isso enquanto pode.

O que impulsiona os agnósticos sobre a idade é o fato de as pessoas viverem por muito mais tempo, por isso desejam permanecer ativas, contribuir para a sociedade e manter uma atitude atemporal em relação à vida.

O número e a porcentagem de idosos em relação à população em geral estão crescendo em quase todos os países do mundo, conforme mostrado nos mercados selecionados listados na tabela abaixo.

O poder de compra do segmento de idosos oferece enorme potencial de crescimento

Em geral, as pessoas que vivem mais tempo estão em melhores condições financeiras do que o restante da população, com o maior poder de compra entre todas as faixas etárias.

Até 2018, pessoas entre 50 e 59 anos, muitas das quais ainda estão trabalhando, alcançaram cargos seniores ou herdaram a riqueza de seus pais e terão uma renda média de US $ 7.164; 28% sobre o salário médio de todas as faixas etárias (US $ 13.400).

A tendência dos agnósticos em relação à idade nas gerações mais velhas reflete-se fortemente no desejo de 35% dos baby boomers, atualmente entre 54 e 74 anos, de aproveitar a vida e não se preocupar com o futuro. Esse percentual é surpreendentemente maior que o da geração Z e próximo a 38% dos millennials.

Embora não seja uma taxa tão alta em comparação à das gerações mais jovens, é surpreendente que quase metade (46%) dos baby boomers pesquisados ​​acredite que eles podem fazer uma diferença positiva no mundo através de suas opções e ações.

Essa atitude positiva enfatiza o fato de que as pessoas não querem envelhecer “passivamente”, mas contribuem para a sociedade ao longo de suas vidas.

 

 

 

 

Fonte: Euromonitor 11.11.19

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros