Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationCiência e Tecnologia DestaqueAntioxidantes das formulações cosméticas também estão na mira das patrulhas do consumo

Antioxidantes das formulações cosméticas também estão na mira das patrulhas do consumo

  • Written by:

Por Estela Mendonça

Mesmo sem haver restrição por parte das autoridades regulatórias quanto ao uso de alguns ingredientes para produtos de cuidado pessoal e cosméticos, o comportamento mais atento do consumidor coloca em dúvida o uso de alguns produtos, por ser percebido com potenciais riscos à saúde, além de possíveis impactos negativos ao meio ambiente.

Um forte sinal desse cenário é a adesão aos aplicativos que decifram os rótulos de alimentos e produtos de higiene e beleza. Na França, segundo o portal de notícias da RFI, no início de agosto, o aplicativo francês Yuka ultrapassou 5 milhões de usuários. O app escaneia o código de barras do produto, processa as informações sobre a formulação e emite em segundos uma avaliação sobre seu impacto na saúde.

Aplicativo Yuka

Em março, uma associação de consumidores franceses também lançou o Quel Cosmetic, um aplicativo semelhante, porém com foco para os rótulos de cosméticos. O objetivo desses aplicativos é informar os consumidores sobre a composição dos produtos que consomem, para que possam tomar sua decisão de maneira mais consciente. “A preocupação com um estilo de vida saudável dita cada vez mais o comportamento dos consumidores”, alerta a RFI.

Consumidor atento

Entre os ingredientes, os agentes antioxidantes, que são fundamentais para garantir a estabilidade das formulações, também entraram na mira dos consumidores. “O consumidor está cada vez mais atento aos ingredientes utilizados nos produtos, buscando por soluções de qualidade, que entreguem alta performance e que não tenham polêmicas quando ao seu uso. Além disso, há uma crescente procura por produtos naturais, o que torna a estabilidade do produto um desafio ainda maior para os formuladores”, avalia Christine Botto, Marketing Personal Care da BASF América do Sul.

De acordo com o Guia de Estabilidade de Produtos Cosméticos da Anvisa, os fatores que influenciam a estabilidade são: tempo, temperatura, luz e oxigênio, umidade, material de acondicionamento, microrganismos e vibração. No que se refere ao oxigênio, a publicação descreve o seguinte processo: “O oxigênio origina a formação de radicais livres e desencadeia reações de óxido-redução” e recomenda que “devem ser adicionadas substâncias antioxidantes na formulação, a fim de retardar esse processo”.

Christine Botto, Marketing Personal Care da América do Sul

Christine explica que, como o oxigênio está em tudo a nossa volta, muitos compostos podem oxidar durante a mistura, o processamento e o armazenamento. “Ingredientes derivados de gordura e óleo são sensíveis à oxidação, especialmente na presença de componentes com gorduras insaturadas. Óleos aromáticos e fragrâncias finas também oxidam facilmente”, enfatiza.

A oxidação de ingredientes em produtos cosméticos pode gerar problemas como alteração de cor e odor, além da rancificação de óleos e gorduras. Portanto, a utilização de antioxidantes nas formulações cosméticas é imperativa.

O grande desafio para os fabricantes é resolver a equação de introduzir antioxidantes de modo a não alterar a cor final do produto, além de não gerar questionamentos por parte do consumidor quanto a segurança para uso e impactos para o meio ambiente.

Solução brasileira

Frente à necessidade de soluções alternativas que atendam um consumidor mais consciente e exigente, a BASF está lançando o Tinogard® CP, um novo antioxidante líquido pronto para o uso, como uma alternativa a produtos já disponíveis no mercado.

Entre as vantagens técnicas de aplicação e de desempenho, Christine reforça que, por ser líquido, o produto não precisa ser solubilizado ou aquecido, facilitando o processo de formulação. O lançamento também não causa amarelamento na fórmula e não é volátil. “Além disso, não provoca efeitos adversos para o uso, nem danos ao meio ambiente”, afirma a especialista, ressaltando que o produto pode ser usado em combinação com antioxidantes fenólicos e não-fenólicos ou com estabilizadores de luz.

“Temos muito orgulho de ter desenvolvido e produzido aqui no Brasil uma solução de alta performance para fabricantes que buscam oferecer produtos cada vez mais inovadores e seguros para consumidores que, por sua vez, exigem mais transparência em relação aos ingredientes dos produtos que usam todos os dias”, finaliza.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros