Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationNielsen RadarAs principais tendências do E-commerce brasileiro

As principais tendências do E-commerce brasileiro

  • Written by:
Moda e beleza são as duas categorias que mais crescem

Segundo a Ebit|Nielsen, empresa de mensuração e análise de dados de mercado, a previsão para o e-commerce em 2019 é que o faturamento do setor cresça 15%, com vendas totais de R$ 61,2 bilhões. Os pedidos devem apresentar um aumento de 12%, chegando a 137 milhões, e o valor médio das compras deve ser de R$447, alta de 3%.

As categorias de cosméticos/perfumaria e moda são as duas que mais crescerão em 2019 em número de pedidos e as que mais tem trazido novos consumidores para as plataformas de compra online, segundo a pesquisa. Para Ana Szasz, líder comercial da Ebit|Nielsen, esses produtos têm desembolsos menores, o que faz com que os usuários experimentem a compra eletrônica, além de apresentarem mais promoções.

Alguns fatores devem contribuir para o crescimento do faturamento deste ano, como o aumento do número de consumidores digitais e aumento da conversão dos e-commerces.

As principais tendências do setor para 2019:

1- Expansão do Omnichannel

A integração entre todos os canais de venda e comunicação – inclusive online com o físico – fará cada vez mais parte da rotina dos e-commerces. São situações como alguém entrando em um comércio físico, escolhendo o item desejado e pagando por smartphone. Ou um comprador que adquire produtos via e-commerce, paga online e os retira na loja.

Uma estratégia que permita a mistura dos dois mundos, online e offline, como nos exemplos acima, é capaz de transformar a experiência do cliente e contribuir para que ele passe pela jornada de compra com mais satisfação e volte a comprar com mais frequência.

2- Melhoria na logística de entrega

Os produtos de moda geralmente são comprados de forma impulsiva ou por um gatilho como um evento que ocorrerá em poucos dias. Assim, os consumidores desejam receber suas compras da forma mais rápida possível. Com a expansão do e-commerce para compras de última hora, as lojas online tem sentido os efeitos que a falta de uma logística eficiente faz, traduzidos por uma queda de conversão.

A boa notícia é que startups de logística para e-commerce têm se expandido e conseguido entregar soluções de armazenagem, empacotamento e transporte rápido, para garantir mais eficiência e satisfação dos clientes que fazem compras de última hora.

3- Crescimento de vendas mobile

Com a facilidade na aquisição de smartphones, cada vez mais compras serão feitas por meio desses dispositivos. Segundo Ebit/Nielsen, no 1º semestre de 2018 foi registrado um aumento de 41% no volume de pedidos por meio de dispositivos móveis, porém, atualmente apenas 24% das lojas eletrônicas brasileiras possuem sites responsivos para mobile. Responsáveis pela maior parte das compras online, os aparelhos móveis se tornaram um fator determinante para os e-commerces que pretendem ter sucesso nos negócios.

4- Surgimento de marcas nativas digitais

As marcas nativas digitais vendem seus produtos exclusivamente online e diretamente ao consumidor final. Geralmente são focadas em produtos inovadores que atendem a uma demanda pouco explorada.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros