Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationDestaque Matérias EspeciasBeleza para tomar, comer e beber

Beleza para tomar, comer e beber

  • Written by:
De acordo com o relatório Global Nutricosmetics Market, da empresa norte-americana de inteligência de mercado Transparency Market Research (TMR), o mercado global de nutricosméticos atingiu US$ 5,13 bilhões em 2016 e deverá chegar a US$ 7,993 bilhões até 2025.

O envelhecimento da população mundial e o aumento da demanda por produtos naturais para a saúde e beleza estão impulsionando o crescimento desse mercado, que caiu no gosto especialmente dos millennials, que estão adotando esses produtos para cuidar da pele, segundo pesquisa de consumo da Lycored, empresa de pesquisa e desenvolvimento de produtos de bem-estar (leia mais).

Nutricosméticos são produtos consumidos oralmente que ajudam a melhorar pele, unhas e cabelos. São suplementos de beleza, alimentos funcionais ou bebidas que contêm ingredientes ativos e nutrientes como ativos botânicos, ésteres de esteróis, licopeno, enzimas, proteínas, minerais e vitaminas, que são desenvolvidos e comercializados especificamente para a beleza. Por isso, é tão explorado o conceito “beleza de dentro para fora”.

Um dos principais desafios apontados no relatório da TMR é o pouco conhecimento dos consumidores sobre os benefícios dos nutricosméticos e a baixa credibilidade, que é ainda reforçada por conta do maior tempo necessário para que os produtos surtam resultados.

Recomendação médica

A pele, como o órgão mais vulnerável a agressões externas, sofre diariamente por agressões dos raios solares,  exposição a produtos químicos, contato com tecidos e texturas que causam atrito. Deficiências na alimentação e o baixo consumo de água são agressões extras, que também contribuem para que a pele perca nutrientes e sua proteção natural. Muitos desses danos resultam em acnes, dermatites e alergias. A partir desse quadro, vem se tornando mais comum a prescrição médica de nutricosméticos como tratamento coadjuvante para os problemas de pele.

“Os nutricosméticos aumentam a oferta de combustível para o organismo sintetizar colágeno na pele e queratina no cabelo”, explica o médico Abdo Salomão, dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “Em pacientes que já têm uma alimentação balanceada, rica em nutrientes, os resultado são mais pobres. No entanto, na vida moderna, atualmente, ninguém consegue se alimentar de forma balanceada de minerais, proteínas e vitaminas. Assim, esses produtos acabam tendo uma utilidade para quase todo mundo”.

Nutriente biodisponível

Mika Yamaguchi, farmacêutica e consultora técnica da Biotec Dermocosméticos, ressalta que atualmente há uma busca por nutrientes que temos naturalmente no nosso organismo. Quanto mais os nutrientes que temos carência forem repostos, melhor será resultado. “O que tem se incorporado é o conceito do nutriente ser biodisponível, não sendo necessário o uso de altas dosagens para não sobrecarregar o fígado, via de metabolização de muitos elementos no nosso organismo”.

Segundo Mika, as proteínas vegetais, a ausência de contaminantes (xenobióticos) e os nutrientes biodisponíveis são as tendências que estão em evidência nesse mercado. “Outro ponto que verificamos nos congressos voltados para esta área é que cada vez mais o que tem um resultado efetivo é o que permanece. O modismo por moléculas novas tem a cada ano diminuído, pois é necessário que o nutriente tenha uma funcionalidade e resultados efetivos”.

Uma formulação antienvelhecimento devem focar alguns parâmetros. O primeiro deles, de acordo com Mika, é diminuir a inflamação, citando como exemplo de nutrientes para este fim os Fosfolipideos de Caviar, uma associação natural de fosfolipideos e ômega 3 (DHA e EPA), que se encontram na forma mais biodisponível, estando prontos para serem absorvidos. “O ômega 3 tem forte ação moduladora da inflamação”, ressalta.

Para Mika, modismos por novas moléculas tem diminuído

Diminuir o estresse oxidativo é o segundo alvo. “Para isso, o uso de antioxidantes (quercetina, cúrcuma e outros), antiglicante e desglicantes (carcinina) são fundamentais para o reequilíbrio do organismo e para combater o estado inflamatório e o desequilíbrio metabólico. Um nutriente interessante é o Glycoxil, um peptídeo que encontramos naturalmente no músculo dos mamíferos. O Glycoxil tem uma atividade antiglicante (bloqueia que o açúcar se ligue à proteína), desglicante (desliga o açúcar ligado à proteína) e antioxidante, diminuindo a formação de produtos de glicação avançada (AGEs), que são radicais livres super reativos e que se ligam às proteínas estruturais, tirando a capacidade de resposta fisiológica do organismo. Assim, com  bloqueio de todas essas ações, diminuem-se os danos no nosso metabolismo”.

Outra frente apontada pela farmacêutica é aumentar a produção energética. Normalmente, um organismo que envelhece perde a capacidade de produção de energia, resultando em um déficit energético para gerir a produção de boas proteínas estruturais e até mesmo para as funções básicas.  “Aqui é importante o uso de nutrientes como coenzima Q10, carnitina e Bio Arct (biomassa marinha de algas hibernadas no Mar Artico). O Bio Arct tem a capacidade de triplicar a produção de energia. Assim, as células têm capacidade de responder de forma mais plena as atividades diárias”.

Complementando, Mika cita a necessidade de aumentar o estímulo de proteínas estruturais, principalmente o colágeno. Um oligoelemento que é essencial para estimular o fibroblasto célula responsável pela produção de proteínas estruturais, segundo ela é o silício orgânico. “Um ponto importante deste oligoelemento é o fato de ser hidrossolúvel. O Esxynutriment, silício orgânico estabilizado em colágeno marinho é uma tecnologia patenteada que fornece silício solúvel estimulando a produção de colágeno e elastina, melhorando a estrutura de sustentação e elasticidade da pele, cabelos, unhas, artérias e articulações”.

“A biodisponibilidade é fator fundamental na reposição do silício e está diretamente ligada à sua solubilidade. Por essa razão, a suplementação deve ser feita através da ingestão da sua forma hidrossolúvel e, portanto, biologicamente ativa”, destaca Tatiane Ferreira, da área de marketing da AQIA. A empresa oferece as opções de silício orgânico biodisponível hidrossolúvel: o Algosil, na forma líquida, constituído de monometilsilanetriol estabilizado com ácido manurônico, e o Colasil MS, na forma em pó de monometilsilanetriol estabilizado em peptídeos de colágeno marinho. “O micronutriente silício é indispensável para o desenvolvimento e crescimento de cartilagens, cabelos, ossos e tecido conjuntivo”.

“O mercado de Nutricosméticos tem expectativa positiva de crescimento no Brasil, e também em países que apresenta envelhecimento da população com mais renda disponível, ou seja, com dinheiro para investir nesse tipo de produto de beleza. Além disso, o Brasil já é conhecido por ser um mercado de produto de beleza, o que impulsiona esse tipo de consumo”, avalia a nutricionista Maria Fernanda Elias, especialista da DSM e gerente de comunicação da área de Human Nutrition and Health (HNH) da empresa para a América Latina.

Nutricosméticos ganham novos formatos pelo mundo

A linha Fortitech da DSM oferece pré-misturas personalizadas de nutrientes para as indústrias de alimentos, bebidas, suplementos alimentares e produtos farmacêuticos. “Há uma grande e crescente clientela que está interessada em alimentos e bebidas multifuncionais, fáceis de usar, que atendam tanto a questões de saúde como de beleza”, diz o estudo da companhia Beleza que vem de dentro. “Beauty drinks e balas, por exemplo, aos poucos estão disponíveis no mercado, com a promessa de conveniência e beleza juntas”, reforça Maria Fernanda.

Para atender esse mercado, a Brenntag lançou no Brasil a linha CytoFruit Waters, da fabricante italiana Brasca. Trata-se de uma linha exclusiva de água orgânica, processada naturalmente pelas frutas cítricas. A tecnologia de fabricação consiste em um processo baseado em etapas físicas que não afetam os componentes naturais da fruta. A rota de obtenção é estruturada em um processo de concentração e pressão, o que permite separar ingredientes de alta qualidade para alimentos e aplicações cosméticas.

Linha CytoFruit protege contra agentes oxidantes

Os testes realizados com a linha CytoFruit mostram a performance destes ativos biológicos, na vitalidade celular, como anti-inflamatório e proteção contra os agentes externos que agridem a pele, como a poluição (metais pesados – Cr, Fe, Pb) e agentes oxidantes.   A linha é composta por águas de kiwi, laranja, limão, tangerina e toranja. Cada uma dessas frutas apresenta funções benéficas para a pele como tonificar, nutrir e relaxar.

Por meio da representada coreana SK Bioland, maior produtora mundial de ácido hialurônico e que conta com seis plantas na Coréia do Sul voltadas aos mercados farmacêutico e cosmecêutico baseados em extratos botânicos, a Innovasell trouxe para o Brasil também opções para o segmento nutracêutico. “São ingredientes ativos funcionais para suplementos alimentares com foco em saúde e bem-estar”, destaca Silvana Camillo Azzellini, gerente regional de Marketing para a América Latina.

Entre as novidades, Silvana destaca o Nutra–HAF, ácido hialurônico nutracêutico que atua como um cosmético de dentro para fora. “O ácido hialurônico é um componente-chave da matriz extracelular e é responsável pela sustentação de proteínas estruturais, tais como o colágeno e as proteoglicanas. Com a idade, os níveis de ácido hialurônico diminuem progressivamente, o que justifica a teoria de reposição tópica e oral”.

Outro lançamento é o Soyaqueen, derivado da soja, capaz de estimular a síntese de estrogênio, indicado para tratamento dos sintomas da menopausa. Soyaqueen possui testes in vivo que comprovam a melhoria da memória, redução do gordura corporal, aumento da densidade óssea e aumento dos níveis de estrógeno natural.

Innovasell trouxe para o Brasil ativos da coreana SK Bioland

Para homens, o Yaho-Men, baseado na Trigonella foenum-graecum (feno grego), que é rico em aminoácidos e diosgenina,  que participa do metabolismo da testosterona,  e Lespedeza cuneata, que possui D-pinitos, componente que facilita a absorção da creatinina.  Yaho-Men atua estimulando o ativador da testosterona, o SHBG (Sex Hormone Biding Globuline), que é a globulina responsável pela ativação hormonal.  Estudos comprovam aumento significativo dos níveis plasmáticos de testosterona em homens após administração do produto por          quatro semanas, bem como aumento do SHBG. “Portanto, dentre os principais benefícios que o Yaho-Men apresenta, estão o aumento da massa muscular, aumento da habilidade para a prática de exercícios físicos e melhoria da fertilidade, através do aumento da contagem e motilidade do esperma”.

 

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros