Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationCiência e Tecnologia DestaqueBiotecnologia em prol da vitamina C

Biotecnologia em prol da vitamina C

  • Written by:
Os benefícios da vitamina C vão além da prevenção de resfriados, e já são conhecidos da indústria de cosméticos há tempos. A novidade que o mercado está descobrindo são os benefícios da biotecnologia para vitamina C. Como o Mintel citou em recente relatório, uma nova geração de produtos naturais aprimorados pode ser criada através do aproveitamento das vantagens oferecidas pela biotecnologia.

No caso da vitamina C, a biotecnologia traz avanços que facilitam a vida das equipes de P&D e de marketing, já que a aplicação da matéria-prima em cosméticos requer cuidados desde pesagem e manipulação ao produto final e embalagem. “A vitamina C é sensível quando exposta à luz e ao ar, e o calor também pode contribuir na sua perda de eficácia. Outro ponto refere-se a trabalhar o pH correto (ácido) para se obter os seus melhores efeitos. Dependendo da formulação poderá haver até uma piora no sensorial final do produto”, explica o Alberto Keidi Kurebayashi, Farmacêutico-Bioquímico pela USP e Diretor da Protocolo Consultoria em Dermocosmética.

A forma da vitamina C mais adotada em cosméticos é o ácido ascórbico, do qual se derivam várias estruturas, dentre elas o Ascorbyl Glucoside. Alberto explica que “esta matéria-prima, por ser uma forma derivada e estabilizada da vitamina C através de uma tecnologia enzimática, oferece ao pesquisador diversos benefícios em seu uso. Em primeiro lugar sua eficácia é comparada à da vitamina C pura, com algumas vantagens como: facilidade de solubilizar e incorporar em emulsões; ampla faixa de pH para manter sua estabilidade, forma ativa e compatibilidade com a pele; sensorial da emulsão agradável, sem pegajosidade ou efeito tack. Devido às estas características temos elencada esta forma de vitamina C em nossos desenvolvimentos quando o foco é o benefício doado por este ativo.”

A tecnologia enzimática citada por Alberto transforma substância instáveis e insolúveis em ingredientes cosméticos que têm grande estabilidade e solubilidade aumentada. O Ascorbyl Glucoside, AA2G™, produzido pela Nagase, é fruto da adição enzimática da glucose à vitamina C. Essa conversão pela biotecnologia torna o Ascorbyl Glucoside estável quando incorporado nos cosméticos. Como consequência da estabilidade, a vitamina C mantém sua atividade e proporciona resistência à descoloração e odores. Quando aplicada à pele, o AA2G™ é degradada por uma enzima natural para liberar a vitamina C, resultando em uma pele mais clara e de aparência mais saudável. “Temos retorno muito positivo de clientes que já estão adotando essa inovação, pois o diferencial fica inclusive evidente para o cliente final do cosmético, que não vê o produto escurecer”, conta Danilo Kiyoshi Sawaki, Analista de Vendas da Nagase Brasil.

O benefício do AA2G™ foi experimentado pela Adcos. “Sabemos o quanto é desafiador desenvolver formulações contendo Vitamina C. Em nossa pesquisa e desenvolvimento optamos pela associação sinérgica de ativos, entre os quais o AA2G™ da Nagase, por sua alta estabilidade e eficiência.”, explica Soraya Oliveira, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros