Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationCiência e Tecnologia Destaque InternacionalCientistas chegam mais perto do desenvolvimento da vacina contra a acne

Cientistas chegam mais perto do desenvolvimento da vacina contra a acne

  • Written by:
Pesquisadores descobrem que anticorpos contra uma toxina secretada por bactérias na acne podem reduzir a inflamação em pacientes

A vacinação para quem sofre de acne pode se tornar realidade em breve, seguindo novas descobertas de um pesquisador norte-americano.

A pesquisa, realizada por Chun-Ming Huang, da Universidade da Califórnia, em San Diego, nos Estados Unidos, revelou que anticorpos secretados por bactérias na acne podem conter a resposta de redução da inflamação, em quem sofre do problema.

A vacina seria a primeira a atacar bactérias já existentes na pele humana, em vez de invadir patógenos.

Huang afirmou: “Uma vez validado por um ensaio clínico em larga escala, o impacto potencial de nossas descobertas é enorme para as centenas de milhões de indivíduos que sofrem de acne vulgaris.

“As opções atuais de tratamento muitas vezes não são eficazes ou toleráveis ​​para muitos dos 85% dos adolescentes e mais de 40 milhões de adultos nos Estados Unidos que sofrem desta condição inflamatória cutânea multifatorial”.

Acredita-se que a vacina atue diminuindo os fatores Christie-Atkins-Munch-Peterson (CAMP), uma toxina secretada pela bactéria Propionibacterium acnes, na pele. Ela também pode evitar efeitos adversos de retinoides tópicos, sistêmicos e anticorpos, que consistem em atuais opções de tratamento contra a condição.

Emmanuel Contassot, do Hospital Universitário e Faculdade de Medicina da Universidade de Zürich, afirmou: “Apesar de abordar uma necessidade médica não atendida e fornecer uma abordagem atraente, imunoterapias de acne que visam fatores derivados de P. acnes devem ser cuidadosamente planejadas para evitar efeitos indesejados ao microbioma que garante a homeostase da pele.

“Se as vacinas direcionadas ao fator CAMP terão ou não impacto em vários subtipos de P. acnes e em outros parasitas precisa ser determinado, mas a imunoterapia na acne apresenta um caminho interessante a ser explorado, de qualquer maneira.”

Fonte: Cosmetics Business

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros