Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On Linkedin

Combate natural à alopécia

  • Written by:

Mélanie Coirier, Emilie Lasjaunias, Brigitte Closs, SILAB France

Introdução

Uma cabeça repleta de fios é o resultado do equilíbrio entre a queda e o crescimento capilar. A queda é um fenômeno natural: uma pessoa saudável perde entre 50 e 125 fios de cabelo todos os dias. A queda capilar acelerada, cujo nome científico é alopécia, é vista como um sinal de envelhecimento precoce e pode, portanto, ter efeitos consideráveis na qualidade de vida dos indivíduos afetados1.

A alopécia androgênica é uma desordem frequente que afeta até 30% dos homens abaixo dos 30 anos, e mais de 50% dos homens acima dos 502. Caracteriza-se pelo surgimento progressivo de fios mais finos, mais curtos e despigmentados formando uma cobertura mais falha. Fatores genéticos e hormonais são os dois principais envolvidos, causando hipersensibilidade à um hormônio: di-hidrotestosterona (DHT). Este hormônio é responsável por todas as modificações biológicas que ocorrem neste transtorno. No entanto, certos parâmetros biológicos podem contribuir para o surgimento da alopécia androgênica. Estes incluem o uso repetitivo de produtos de tratamento capilar agressivos (tinturas e outros tratamentos químicos), fumo e exposição a raios UV3.

No decurso da alopécia androgênica, as funções de três principais fatores de regulação, que desempenham um papel importante na regeneração do cabelo, são deficientes e/ou defeituosas4:

  • A dinâmica mitocondrial: o crescimento capilar é um processo que consome energia. Esta energia é fornecida pelas mitocôndrias, as “fábricas de energia” das células. São organelas dinâmicas cuja configuração morfológica determina a produção de energia, um conceito emergente na biologia do cabelo;
  • As moléculas de sinalização: permitem que as células se comuniquem entre si. Nos folículos capilares, coordenam as ações dos fibroblastos da papila e queratinócitos da matriz, a fim de garantir o crescimento do cabelo;
  • Epigenética: um mecanismo revolucionário que explica como o ambiente pode determinar a atividade genética. Uma série de componentes está envolvido, inclusive miRNAs, recentemente ligados ao ciclo capilar.

No momento, duas moléculas químicas são comercializadas para tratar a alopécia androgênica. Infelizmente, estas moléculas são eficazes em menos da metade dos casos e seus efeitos colaterais são consideráveis (cabelo oleoso, surgimento de caspa, irritações na pele, problemas com libido). É por isso que há uma necessidade genuína de propor uma nova abordagem para favorecer o crescimento capilar e ao mesmo tempo prevenir os efeitos acima mencionados5.

Neste contexto, a SILAB propõe uma solução 100% natural: HAIRGENYL®, um ingrediente ativo contra a perda de cabelo, que auxilia a atividade biológica da papila dérmica e estimula o crescimento do folículo capilar para retomar o ciclo normal do desenvolvimento do cabelo. 

Desenvolvimento de modelos 2D e 3D mimetizando a alopécia androgenênica

A SILAB desenvolveu especificamente modelos de células e tecidos 2D e 3D mimetizando a alopécia androgênica para identificar e demonstrar a eficácia de HAIRGENYL®. Enquanto um modelo 2D de fibroblastos da papila dérmica foi adotado para definir o mecanismo de ação de HAIRGENYL®, um modelo de tecido 3D de esferóides que mimetizam a arquitetura da papila e estudos ex vivo sobre folículos capilares (Figura 1) foram utilizados para determinar o efeito do ingrediente ativo cosmético no funcionamento da papila dérmica. As modificações biológicas que ocorrem no decurso da alopécia androgênica foram mimetizadas por meio do tratamento de certos modelos com di-hidrotestosterona, um hormônio classicamente usado para induzir estes distúrbios.

Figura 1. Efeito do HAIRGENYL® na síntese de versican e Ki-67 por folículos capilares ex vivo em um modelo de alopécia

Conforme demonstrado nestes modelos, HAIRGENYL® atua nos três principais mecanismos de regulação do crescimento capilar:

  • A dinâmica mitocondrial. Com HAIRGENYL®, a SILAB prova pela primeria vez que aumentar a fusão mitocondrial aumenta a capacidade de produção de energia que é utilizada para o crescimento do folículo capilar. Testado a 0,04% nas células da papila dérmica do folículo piloso humano, HAIRGENYL® estimula em +52% a síntese de mitofusina-1, uma proteína envolvida na fusão mitocondrial.
  • A expressão das moléculas de sinalização. Testado em células da papila dérmica do folículo piloso humano tratadas com DHT, HAIRGENYL® a 0,04% limita a expressão de três moléculas de sinalização no micro ambiente da papila dérmica, que interrompem o crescimento capilar”: IL-6 (interleucina-6) em -97% que inibe o crescimento da haste do fio; DKK1 (Dickkopf-1) em -91%, um inibidor do caminho Wnt/β-catenina que faz com que o ciclo do fio entre em latência; P16 em -71%, um inibidor do ciclo celular responsável pela senescência prematura de fibroblastos da papila dérmica.
  • Os componentes da epigenética. Testado em células da papila dérmica do folículo piloso humano tratadas com DHT, HAIRGENYL® a 0,04% limita a expressão de dois miRNAs, cujos genes de origem são essenciais para o crescimento do cabelo: miRNA 3663-3p e miRNA let-7a-3p em -50% e -89%, respectivamente.

HAIRGENYL® é, portanto, uma abordagem original e natural que reativa a papila dérmica e estimula o crescimento do folículo capilar.

O aumento do crescimento do cabelo e a eficácia anti queda

Um primeiro estudo in vivo foi realizado através de fototricograma para determinar o efeito da regeneração do cabelo com HAIRGENYL® formulado a 0,3% em uma loção (Figura 2). Os experimentos foram conduzidos em um painel de 22 voluntários do sexo masculino com alopécia leve a moderada (faixa etária 43 ± 8 anos), que aplicaram o produto duas vezes ao dia por um período de 8 meses. Os seguintes parâmetros foram analisados: densidade do cabelo; número de fios na fase anágena (indicador de crescimento capilar); proporção anágena/ telógena (coeficiente de crescimento capilar); número de fios na fase telógena (indicador de fios em repouso). A capacidade do HAIRGENYL® em reativar o crescimento capilar é comprovada após 8 meses de tratamento: densidade capilar aumentada em +24,9% (P = 0.0001). O número de fios na fase de crescimento (anágena) aumentado em +49,1% (P = 0.0001), enquanto que o número de fios em descanso (telógena) é diminuído em -26,1% (P = 0.0001). Isto resultou em um aumento do coeficiente A/T em +112,7% (P = 0.0005).

Figura 2. Efeito do HAIRGENYL® no crescimento capilar

Um segundo estudo in vivo foi conduzido para determinar a capacidade de HAIRGENYL®, formulado a 0,3% em uma loção, em reduzir a queda de cabelo em voluntários com alopécia leve a moderada. Um teste de lavagem (wash test) realizado por cabelereiro profissional incluiu 22 voluntários do sexo masculino (faixa etária 43 ± 8 anos) que aplicaram o produto duas vezes ao dia por um período de oito meses. Nas condições deste estudo, a loção contendo 0,3% de HAIRGENYL® estabilizou a queda de cabelo ao limitar o número de fios perdidos em -34.0%. Este efeito foi observado em 85% dos voluntários.

Uma auto-avaliação final dos voluntários confirmou a eficácia de HAIRGENYL®: o produto reduziu consideravelmente a queda de cabelo em todos os voluntários que o testaram. Eles relataram em grande parte que seus fios estavam mais espessos (85%), mais resistentes (95%) e que o couro cabeludo estava mais densamente coberto (85%). 100% dos voluntários consideraram o produto satisfatório e demostraram desejo em continuar usando HAIRGENYL®.

100% biotecnológico

HAIRGENYL® foi desenvolvido usando a extensa experiência da empresa em biotecnologia. O ingrediente ativo é rico em peptídeos obtidos da levedura Pichia minuta, isolada das flores de azaléia, Rhododendron indicum (Figura 3). Este produto patenteado apresenta-se em pó, sem conservantes, resultante de um processo industrial não desnaturante.

Figure 3. Levedura Pichia minuta, isolada das flores de azaléia, Rhododendron indicum 

Conclusão

Com eficácia comprovada em modelos de células e tecidos que mimetizam a alopécia androgênica, HAIRGENYL®  foca em três reguladores do crescimento capilar: na dinâmica mitocondrial, na expressão de moléculas de sinalização e nos componentes da epigenética.

HAIRGENYL® auxilia a atividade biológica da papila dérmica e estimula o crescimento do folículo capilar para retomar o ciclo normal do desenvolvimento do cabelo.

Testado ao longo de 8 meses em um grupo de voluntários do sexo masculino, HAIRGENYL® aumentou a densidade do cabelo e limitou a queda. Os fios ficaram mais espessos, mais resistentes e o couro cabeludo ficou mais densamente coberto. HAIRGENYL® é uma solução tecnologicamente avançada que provou promover a regeneração capilar.

Leia também: 
Potencial de consumo de produtos antiqueda é subaproveitado no Brasil

Referências:
  1. Han et al., Quality of Life Assessment in Male Patients with Androgenetic Alopecia: Result of a Prospective, Multicenter Study. Annals of Dermatology, 24, 311-318 (2012)
  2. Avital et al., Study of the International Epidemiology of Androgenetic Alopecia in Young Caucasian Men Using Photographs From the Internet. Indian Journal of Dermatology, 60, 1-8 (2014)
  3. Cranwell et al., Male Androgenetic Alopecia. Endotext [Internet], South Dartmouth (MA) (2000-2016) ; Mirmirani P. Age-related hair changes in men: Mechanisms and management of alopecia and graying. Maturitas, 80, 58-62 (2015); Pierard-Franchimont C., Pierard G.E. Les cheveux et leur environment [Hair and its evnironment]. Revue Medicale de Liège, 70, 70-72 (2015)
  4. Bahta et al., Premature Senescence of Balding Dermal Papilla Cells In Vitro Is Associated with P16INK4a Expression. Journal of Investigative Dermatology, 128, 1088-1094 (2008); Fawzi et al., Assessment of tissue levels of dickkopf-1 in androgenetic alopecia and alopecia areata. Journal of Cosmetic Dermatology, 15, 10-15 (2015); Kwack et al., Dihydrotestosterone-Inducible IL-6 Inhibits Elongation of Human Hair Shafts by Suppressing Matrix Cell Proliferation and Promotes Regression of Hair Follicles in Mice. Journal of Investigative Dermatology, 132, 43-49 (2012a); Lee et al., Analysis of the microRNA expression profile of normal human dermal papilla cells treated with 5α-dihydrotestosterone. Molecular Medicine Reports, 12, 1205-1212 (2015)
  5. Cranwell et al., Male Androgenetic Alopecia. Endotext [Internet], South Dartmouth (MA) (2000-2016); Jain et al., Potential targets in the discovery of new hair growth promoters for androgenic alopecia. Expert Opinion on Therapeutic Targets, 18, 787-806 (2014); Trüeb R.M. Molecular mechanisms of androgenetic alopecia. Experimental Gerontology, 37, 981-990 (2002)

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros