Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationEmpresas & Negócios Tecnologia Verde & SustentabilidadeEmpresas BCorp, como Natura e Danone, estão inovando o conceito de sucesso nos negócios

Empresas BCorp, como Natura e Danone, estão inovando o conceito de sucesso nos negócios

  • Written by:

Objetivo é ser melhor para o mundo e não do mundo

Sustentabilidade já foi rebeldia de hippies, evoluiu para moda e hoje é tendência. Do ponto de vista de um negócio, sustentabilidade é a capacidade do mesmo de se manter ao longo do tempo, e tem que ser pensada nas suas três dimensões: econômica, ambiental e social. Tanto para conquistar clientes quanto para atender às demandas de investidores, essa é hoje uma visão crescente no mundo empresarial, e nesse contexto surgem inovações em produtos, processos e também nos próprios modelos de negócio.

Um exemplo são as B Corps, ou Empresas B, que têm finalidade de lucro, mas nova lógica de fazer negócios – o B é de Benefício. Se antes buscava-se reduzir impacto negativo, hoje se quer gerar impacto positivo, redefinindo o conceito do que é sucesso nos negócios. Aliás, o objetivo de uma Empresa B é sempre ser a melhor empresa “para o mundo”, e não “do mundo”. E o grupo das certificadas pelo B Lab, organização que em 2006 iniciou o movimento nos EUA, não é coisa só de pequenos. A fabricante de sorvetes Ben&Jerry’s fatura US$ 1 bilhão ao ano; a gigante de alimentos Danone, cerca de US$ 28 bilhões; a brasileira Natura, com a compra da Avon, chegará a um faturamento de Us$ 10 bilhões. Os números superam as 2,7 mil certificadas, e mais de 50 mil utilizam a avaliação B para medir seu impacto. Neste ano, o B Lab e o Pacto Global da ONU anunciaram o desenvolvimento de uma plataforma online para que qualquer empresa do mundo possa avaliar, comprar e melhorar seu desempenho em relação aos objetivos de desenvolvimento sustentável.

No Brasil, a divulgação do relatório de 2018 do Sistema B mostra que o universo passou de quatro para 138 empresas em cinco anos, totalizando mais de R$ 10 bilhões de faturamento e 11 mil colaboradores. Dessas, 38 ficaram entre as melhores do mundo no ano passado.

A expressão “lado B” sempre foi pejorativa, associada ao que não aparece, o obscuro, o que precisa ser escondido. Neste caso, “ser B” aparece como uma forma de fazer negócios que garanta a nossa sobrevivência. Para o Sistema B, cada compra é uma escolha e todo dia é dia de escolher. Qual é o seu lado?

 

 

Fonte: GauchaZH 18.07.2019

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros