Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationCiência e Tecnologia Empresas & NegóciosIrmã do Google, Verily cria fralda inteligente com P&G

Irmã do Google, Verily cria fralda inteligente com P&G

  • Written by:

A Verily, empresa-irmã do Google dedicada ao setor de saúde, criou um sistema de monitoramento de bebês por meio de “fraldas inteligentes”, em trabalho conjunto com a Pampers, da Procter & Gamble, no qual usaram sensores, softwares e vídeos. O produto permite que pais vigiem os filhos enquanto dormem ou fazem xixi e cocô.

Os pais vão poder anexar um sensor de atividade à fralda do bebê e criar os filhos dispondo de dados “quantificados”. O dispositivo enviará dados sobre o sono do bebê e informará quando a fralda está molhada a um aplicativo capaz de preparar gráficos diários e rotinas semanais. Chamado de Lumi, o sistema das fraldas inteligentes da P&G vai ser lançado nos EUA no quarto trimestre e inclui um monitor de vídeo fabricado pela empresa de bens eletrônicos Logitech, que vai permitir aos pais ver o bebê por meio de um aplicativo estando em qualquer lugar do mundo.

As empresas dizem que os dados individuais dos bebês vão estar disponíveis apenas para os pais, mas que vão usar os dados agregados para melhorar o produto e explorar novas áreas em que os pais possam se beneficiar de dicas para melhor cuidar de seus filhos.

Pais podem monitorar o bebê enquanto dorme ou faz xixi e cocô, por meio de um aplicativo que produz gráficos diários

Ativistas defensores da privacidade, no entanto, fizeram alertas. “Os pais podem achar esse novo sistema conveniente e não reconhecer os sérios riscos à privacidade deles”, diz Jeffrey Chester, diretor executivo da organização americana sem fins lucrativos Centro pela Democracia Digital.

A doutora Jessica Mega, chefe científica e médica da Verily, disse que a empresa usou sua experiência em softwares e sensores para aperfeiçoar o produto. Em particular, a Verily usou o que aprendeu ao construir a Onduo, uma plataforma para gerenciar tratamentos de diabete, acrescentou.

A Verily trabalha para ajudar as pessoas a tomar decisões diárias sobre como cuidar de sua saúde, disse Jessica Mega. “Essa ideia de trazer à tona revelações úteis, relevantes e oportunas é central para o que fazemos na Verily”, disse.

A empresa, subsidiária da Alphabet, cria plataformas e ferramentas para organizar informações sobre cuidados médicos em diversos campos, desde o aperfeiçoamento de testes clínicos até uma aliança com a Johnson & Johnson em cirurgia robótica.

Em junho, a Verily abriu a OneFifteen, uma colaboração com serviços de saúdes locais em Ohio para criar um centro de tratamento para o vício em opioides de última geração.

Omer Sher, que comanda a unidade de inovações na Pampers, descreveu o novo produto como “uma importante inovação no espaço de cuidados para bebês”. Embora uma nova geração de aparelhos esteja permitindo aos pais monitorar quase tudo, desde a temperatura do quarto até os padrões de sono, ele disse que nenhum dos atuais produtos no mercado “solucionava todos esses problemas de uma forma sem fricções”.

Em meio à queda o índice de natalidade nos Estados Unidos, segundo maior mercado de fraldas do mundo, atrás apenas da China, as empresas de artigos para bebês passaram a apostar na inovação para tentar vender produtos mais caros aos pais.

A geração Y vem adiando cada vez mais a paternidade. O número de bebês nascidos nos EUA em 2018 foi o menor em mais de 30 anos, com uma queda de 2% em relação ao ano anterior, segundo a agência governamental americana Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDCP).

A Pampers é a maior marca da P&G. Em 2018, teve receita líquida superior a US$ 8 bilhões. A Procter & Gamble domina mais de 25% do mercado mundial de produtos de cuidados para os bebês. O segmento, no entanto, é um dos que vêm apresentando pior desempenho na empresa, assim como o de produtos de beleza, que sofre cada vez mais concorrência de nomes como o Dollar Shave Club.

O crescimento das vendas do segmento de bebês da Procter & Gamble no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2018 desacelerou-se para uma taxa de “um dígito percentual baixo”. A empresa, que tem sede em Ohio, culpou a “contração do mercado e a atividade competitiva”, embora a alta dos preços e o crescimento desproporcional dos produtos de alto padrão tenham ajudado a suavizar o impacto.

As vendas de fraldas no setor como um todo subiram apenas 4% no período de oito anos até 2018, somando US$ 6,16 bilhões, segundo a Statista. A venda em volume, porém, caiu mais de 8% no período, de forma que a receita foi sustentada pelos preços mais altos.

Em contraste, o mercado de monitores eletrônicos para bebês não para de crescer. Estima-se que as vendas anuais tenham aumentado 18% nos últimos dois anos, para US$ 1,1 bilhão.

Defensores da privacidade temem que aparelhos conectados à internet, desde alto-falantes inteligentes até dispositivos que se usam no corpo, estejam permitindo às empresas sugar dados cada vez mais delicados, que vão muito além do que tradicionalmente se imaginava como informações pessoais. Chester disse que a Lumi “claramente é parte de uma estratégia empresarial bem pensada para efetivamente emaranhar a companhia em nossas vidas cada vez mais digitais.”

Ele disse que seu lançamento “ilustra como a falta de uma lei federal sobre dados do consumidor coloca a todos – mesmo os recém-nascidos – sob um risco cada vez maior”.

 

 

Fonte: Valor Econômico 22.07.2019

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros