Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationSem categoriaJAB oferece US$ 1,75 bi para retomar controle da Coty

JAB oferece US$ 1,75 bi para retomar controle da Coty

  • Written by:
A JAB Holdings propôs pagar até US$ 1,75 bilhão para ter de volta o controle majoritário de Coty, a companhia de cosméticos na qual é acionista de longa data.

A iniciativa da JAB, em meio a um frenesi de compras de US$ 50 bilhões no setor de consumo desde 2012, é um sinal do quanto o grupo está determinado a resolver os problemas da Coty, que derrubaram seu valor de mercado.

O preço da ação da Coty caiu 60% no ano passado enquanto a empresa buscava digerir a aquisição do negócio de beleza da Procter & Gamble por US$ 12,5 bilhões, coordenada pela JAB. As receitas vêm caindo rapidamente em sua maior divisão, a de produtos de beleza para o mercado de massa, o que levou a JAB a substituir a administração em novembro. Na sexta-feira, a Coty reduziu o valor contábil dos ativos da P&G, que incluem as marcas CoverGirl e Max Factor, em quase US$ 1 bilhão.

O presidente do conselho de administração da JAB, Peter Harf, disse ao “Financial Times” que a oferta de compra é um sinal da confiança que ele e seu sócio Olivier Goudet têm na Coty. A dupla, que recentemente se separou de Bart Becht, é responsável pelos investimentos da fortuna da família alemã Reinmann, além de bilhões de dólares levantados com investidores de fora nos últimos anos.

“Decidimos fazer isso porque acreditamos que a Coty é um bom investimento e uma boa companhia, que vai prosperar no longo prazo”, disse Harf. Como a JAB tem um horizonte de décadas, quis dar uma chance de saída aos acionistas que não acreditam que a Coty poderá ser bem-sucedida em sua recuperação, ou que não querem esperar tanto tempo.

“É muito importante para a nossa reputação transformarmos a Coty enquanto companhia aberta”, disse Harf.

A JAB controla empresas de café, bebidas e fast-food, como Keurig Dr Pepper, Pret A Manger e Panera Bread.

O grupo se ofereceu para comprar até 150 milhões de ações da Coty por US$ 11,65 cada, quase 21% acima do preço da ação no encerramento dos negócios na sexta-feira. A oferta está condicionada à aceitação de pelo menos 50 milhões de ações, o que elevaria a participação da JAB de 39% para 47%. Se adquirir o montante total, passará a controlar 60% da companhia.

A JAB informou ter recursos suficientes para bancar a oferta, incluindo compromissos em termos de dívida do BNP Paribas, HSBC e UniCredit.

A proposta de compra está sujeita a certas condições, como a aprovação dos diretores independentes da companhia e a recomendação destes para que os acionistas a aceitem.

A oferta é a segunda sacudida positiva nos preços das ações da Coty nos últimos dias. Na sexta-feira, a empresa informou projeções acima das expectativas e afirmou que retornará à lucratividade no segundo semestre, o que levou as ações a subirem cerca de 30%.

Ontem, os papéis subiram quase 18%, para US$ 11,35, nos negócios antes da abertura oficial da bolsa de Nova York, e encerraram o pregão com alta de 12,53%, a US$ 10,87. Mas esse patamar ainda está abaixo do alcançado em sua Oferta Pública Inicial (IPO), de US$ 17,50.

Stephanie Wissink, analista da Jefferies, classificou a oferta de uma “proposta de paz” da JAB para os acionistas da Coty. “Vemos o anúncio como um compromisso claro da JAB, simbólico, pois coloca a JAB em posição de controle”, escreveu, em relatório a clientes. “Acreditamos que os investidores que estavam comprando abaixo de US$ 8 verão essa oferta como interessante; para aqueles que compraram durante 2018, quando o preço médio foi de US$ 14,20, a oferta é mais uma proposta de paz para minimizar as perdas numa base contínua.”

Fonte: Valor

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros