Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationRadarMarcas premium de higiene e beleza aumentam tíquete médio

Marcas premium de higiene e beleza aumentam tíquete médio

  • Written by:
Empresas driblam a crise com estratégias e promoções, revela estudo da Nielsen

As marcas premium de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos que souberam se posicionar de maneira forte e mantiveram comunicação adequada às mudanças de seus consumidores, foram as que conseguiram aumentar seu tíquete médio em tempos de crise. A conclusão é do estudo “As novas escolhas do consumidor de HPC”, divulgado pela Nielsen. Itens como pós shampoo, creme dental, esmalte e protetor, foram os que mais se destacaram em crescimento de acordo com levantamento.

“O acompanhamento das necessidades, como o processo naturalização com o retorno dos cabelos cacheados, foi o que deixou uma única marca do setor de pós shampoo com 12% do ganho total da categoria. Isso reforça o quão importante é ter uma comunicação efetiva com seu cliente”, diz Margareth Utimura, líder de HPC da Nielsen.

O estudo revelou ainda como o novo comportamento do consumidor vem ditando adaptações entre marcas de diferentes categorias da cesta, com o uso de promopacks ou até mesmo a migração para marcas low price.

Nessas alterações, empresas de maquiagem, tintura para cabelo, papel higiênico, fralda infantil e até mesmo de repelentes, estão identificando migração de vendas entre os líderes do mercado para novos nomes com propostas low price. Outra tendência, neste caso, são as opções big sizes, que resultam em aumento do tíquete médio, mas que proporcionam maior custo benefício para o consumidor. “A maquiagem é um grande exemplo de categoria que tem marcas low price que estão emergindo. Com a ascensão de nomes e preços menores, ainda que o número de consumo seja o mesmo, o tíquete médio pode cair. É o aconteceu aqui com queda de 8% na categoria”, comenta.

Entre produtos como sabonetes, desodorantes e antissépticos bucais, o segmento low price também ganha força, mas é no aumento de oito pontos percentuais no uso de promopacks, com promoção de três pelo preço de dois, por exemplo, que as marcas estão conseguindo lucrar.

Aliás, os promopacks foram destaque na pesquisa. Um exemplo: 94% do crescimento do share de sabonetes líquidos é por conta de promopacks, nos antissépticos o número é de 70% e nos desodorantes é de 100%.

Fonte: PROPMARK

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros