Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationInternacional RadarO futuro da beleza: o que dizem os números

O futuro da beleza: o que dizem os números

  • Written by:

Qual o impacto da publicidade inclusiva? Quem está comprando os séruns e hidratantes necessários para se adotar a rotina coreana de 10 etapas de cuidados com a pele? Os produtos naturais podem repelir os consumidores de seus verdadeiros produtos favoritos?

Em sua última edição do relatório trimestral de previsão “What the Future”, a empresa de pesquisa de mercado Ipsos responde a essas perguntas e a muitas outras. Entre suas descobertas:

• 10: é o número habitual de etapas na rotina coreana de cuidados com a pele, com as quais apenas 18% dos americanos e 11% dos canadenses estão familiarizados. Os entrevistados com idades entre 18 e 34 anos, no entanto, são os mais sintonizados com as tendências vindas da Ásia: 47% dizem receber dicas de beleza da K-pop, 50% dizem que gostam dos produtos de beleza coreanos e 58% afirmam gostar dos produtos de beleza japoneses.

• 49%: dos entrevistados consideram sua mãe uma influência sobre sua rotina pessoal de beleza, seguida por amigos em 48% e família em 45% (desculpem, influenciadores). Vídeos online (34%), revistas e mídia impressa (33%) e o Instagram 31%) seguiram.

• 19.000: o número de pessoas em 27 países que classificaram confiança, gentileza e inteligência como as principais características que tornam uma pessoa bonita, superando a aparência facial e da pele, a juventude e o peso e forma corporais.

• 66%: dos americanos experimentariam novos produtos de marcas que não usavam antes se fossem naturais, em comparação com 57% dos canadenses. Embora metade dos norte-americanos seja fiel a seus produtos de beleza, o “natural” é um forte gatilho para a procura por novas opções.

• 3: os produtos que os americanos provavelmente compram apenas testando virtualmente: cílios postiços (69%), esmaltes (45%) e unhas artificiais (45%). Por outro lado, menos entrevistados comprariam hidratante colorido (28%), tintura de cabelo (29%) ou corretivo (34%) sem ver os produtos pessoalmente.

• 70%: dos entrevistados negros concordaram que se sentem bonitos quando veem pessoas retratadas positivamente em sua raça ou etnia. A representação é importante: cerca da metade dos norte-americanos pesquisados ​​diz que ver pessoas que se pareçam com eles, retratadas de maneira positiva, faz com que se sintam bonitos, principalmente quando se trata de tamanho corporal (49% EUA / 46% Canadá) e idade (54% EUA / 47 % Canadá).

Para a metodologia completa, visite https://www.ipsos.com/en-us.

 

 

 

 

Fonte: gcimagazine.com 29.08.19

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros