Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationDestaque Matérias EspeciasProtetores solares ganham status de tratamento

Protetores solares ganham status de tratamento

  • Written by:

Cada vez mais presentes na rotina dos brasileiros, cresce demanda por produtos multifuncionais com FPS

Por Estela Mendonça

Na privilegiada segunda posição no ranking mundial de consumo de produtos de proteção solar, atrás somente dos Estados Unidos, de acordo com a Euromonitor, o Brasil é também um dos mais promissores mercados do planeta, com previsão de atingir R$ 4,1 bilhões em vendas em 2022.  Em 2017, a receita foi de US$ 3,4 bilhões, sendo a que a Johnson & Johnson ficou com mais de 1/3 desse bolo (34%).

A ampla disseminação dos efeitos negativos da alta exposição solar, como o risco de câncer de pele, envelhecimento precoce e melasma, contribuiu para aumentar a conscientização da importância do uso diário do produto entre os brasileiros. Segundo a Euromonitor, a proteção do rosto continua sendo um dos maiores propulsores do mercado, já que o protetor solar é visto por uma grande parcela de consumidores como o principal produto para prevenir rugas e manchas.

Outra aposta da Euromonitor é que, na mesma medida em que se eleva o número de consumidores que incorporam a proteção solar em suas rotinas de cuidado diário, crescem também as novas demandas. “Fórmulas criadas para atender às necessidades locais devem continuar a ter um desempenho melhor do que produtos mais generalizados”, alerta o estudo.

Oportunidades

Entre essas demandas, incluem-se fórmulas mais leves, com efeito mate, hidratantes, mais naturais e multifuncionais. Além de proteção contra a luz infravermelha e a luz visível azul, os consumidores também começam a priorizar os produtos que protegem a pele também dos danos da poluição e do estresse, com vitaminas e várias ações: anti-idade, antioxidante, energizante, clareadora, firmadora e muitas outras. 

Juliana Martins, especialista sênior de Beleza e Cuidados Pessoais da Mintel no Brasil, vislumbra que também há oportunidades no segmento de bronzeadores. A pesquisa Mintel Bronzeador e Protetor solar revela que somente 13% dos brasileiros afirmaram ter usado bronzeador solar nos 12 meses anteriores à pesquisa (janeiro de 2018). “Esse produto é sempre bastante criticado, principalmente por dermatologistas, por não oferecer ao consumidor uma proteção adequada contra os raios solares. Porém, a cultura pelo bronzeado perfeito é muito presente no Brasil, fazendo com que alguns consumidores recorram a esse tipo de produto”.

O estudo da Mintel mostra que, entre janeiro de 2015 e dezembro de 2017, enquanto que 86% dos produtos de cuidados com o sol lançados no Brasil foram protetores solares, apenas 5% foram bronzeadores solares. “Lançar bronzeadores solares que se posicionem como sendo do tipo spray corporal com a fragrância do perfume preferido do consumidor, por exemplo, poderia aumentar a procura por esse produto”.

Juliana também cita que o benefício antipoluição poderia ser explorado em protetores em formato spray. “Produtos que sejam posicionados como sendo de fácil utilização e podendo ser usados em qualquer lugar, protegendo a pele contra a poluição, podem representar oportunidades de inovação da categoria”.

Para a analista, maquiagem com FPS à prova d’água pode conquistar consumidoras mais jovens. “Posicionar os produtos de maquiagem que possuam FPS como sendo resistentes à água, podendo, por exemplo, ser usados na praia ou piscina, pode impulsionar o uso entre essas mulheres mais jovens”. 

Proteção contra luz azul

Atendendo à necessidade do mercado que quer desenvolver formulações contra todo o espectro de radiação que pode prejudicar a pele, a DSM desenvolveu o Pepha®-Age, derivado de um extrato de microalgas de água doce, que tem alta capacidade de evitar e reverter os danos causados pela luz azul presente tanto no espectro solar como de lâmpadas LED em ambientes internos e em telas de equipamentos eletrônicos como celulares, tablets e TVs.

“Mesmo com o uso de protetores solares, parte da radiação chega a atingir a pele, por isso também oferecemos vitaminas e ativos capazes de reverter estes danos da exposição, ou mesmo fazer com que a pele se torne mais preparada para uma situação de exposição, como é o caso do Pepha®-Age, que estimula a síntese de colágeno e a regeneração de células”, conta Luis Julian, gerente técnico da DSM para a América Latina.

Segundo Julian Junior, a característica de ser um extrato de origem natural que combina vários benefícios faz do Pepha®-Age um ingrediente chave para o desenvolvimento de formulações com claim natural, ao mesmo tempo em que permite deixar a formulação mais minimalista. “O formulador pode usar um ingrediente inovador para sustentar em sua formulação o claim de proteção contra luz azul, usando um ingrediente multibenefícios que complementará a formula também com benefícios contra os efeitos da radiação UVA e UVB”, reforça.

Estudos ex-vivo e in-vivo comprovaram os benefícios do Pepha®-Age. Julian Júnior explica que os benefícios podem ser divididos de acordo com os três tipos de radiação: redução de radicais livres, de proteínas carboniladas e de manchas causadas pela luz azul; redução de células queimadas pelo sol e proteção dos queratinócitos na exposição à radiação UVB, além de ajudar os fibroblastos a se recuperarem da exposição solar e a aumentar da síntese de colágeno 1 e 2.

Alta naturalidade 

Um polímero doador de viscosidade, estabilizante e agente de textura            sustentavelmente desenhado, patenteado e de elevada performance técnica para cosméticos é o que oferece o Sepilife™ Nude, da Seppic. Segundo Daniela Valverde, gerente de aplicação e marketing para a América Latina, o ingrediente promove um sensorial fresco e que se rompe na pele durante a aplicação, deixando um efeito nude na pele com um acabamento natural. “Não pegajoso, seu sensorial ultraleve é a escolha perfeita não apenas para cuidados faciais e corporais, mas também em proteção solar”.

Segundo Daniela, o produto é líquido, o que permite fazer fórmulas a frio e ser utilizado como um emulsionante primário. “O Sepilife™ Nude estabiliza facilmente até 35% de fase oleosa. É versátil para fórmulas de proteção solar em spray, fluidas ou viscosas e graças à sua boa compatibilidade com TiO2. O  sensorial oleoso é minimizado quando há elevadas quantidades de filtros solares”, assegura.

Com seu conteúdo de origem natural ​(naturalidade ISO 16128) e excelente biodegradabilidade, o ingrediente permite formular produtos acabados biodegradáveis com alta naturalidade. “Esta é uma nova geração de polímeros multifuncionais que combina sustentabilidade, performance e sensorial, o que é muito difícil de atingir com gomas naturais disponíveis no  mercado hoje”, enfatiza Daniela Valverde.

Cadeia mobilizada 

Para suportar os lançamentos na categoria de proteção solar, os fornecedores de ingredientes cosméticos estão investindo pesado no desenvolvimento de soluções inovadoras, que buscam abolir ou reduzir ingredientes criticados, priorizando os naturalmente derivados. Além disso, para facilitar os processos de formulação, também buscam entregar sistemas prontos, minimalistas, multifuncionais e flexíveis.

Com o objetivo de atender às novas demanda do consumidor, a Brenntag, que atua na distribuição de produtos químicos, tem investido em formulações complexas e em produtos que ofereçam versatilidade de benefícios.  Em parceria com companhia francesa Biosynthis, por exemplo, apresentou recentemente o Vegelight TiO2, uma tecnologia que consiste em 60% de micropartículas de Dióxido de Titânio, disperso em 40% do alcano vegetal Vegelight 1214.

O Vegelight 1214 é um alcano vegetal derivado do coco que apresenta funções similares aos silicones voláteis e permite produzir protetores solares sem filtros químicos. “A combinação com Dióxido de Titânio, faz com que o Vegelight TiO2 contenha funções essenciais além da proteção solar, como excelente espalhabilidade, hidratação, toque seco e fácil manuseio nas formulações de proteção solar, atendendo assim as principais recomendações exigidas pelo consumidor”, explica Christiane Neves, gerente de negócios da Brenntag, que destaca que o ingrediente tem certificação Cosmos.

Emolientes multifuncionais

Recentemente, a Oxiteno lançou a linha OXISMOOTH®, uma plataforma de emolientes multifuncionais produzida de fontes 100% renováveis – álcool isoamílico, obtido a partir de cana-de-açúcar, e outros derivados oleoquímicos. São três diferentes ésteres emolientes: OXISMOOTH® CP, OXISMOOTH® CO e OXISMOOTH® ST, todos com certificação Cosmos/Ecocert.

“Os emolientes são ingredientes essenciais em protetores solares e outros produtos da categoria de skincare, como cremes e loções hidratantes, sendo responsáveis pela diferenciação entre as formulações quanto a características sensoriais, funcionalidade, textura e viscosidade”, explica Alexandra Pavanelli Sartori, do time de pesquisa e desenvolvimento para cuidados pessoais da Oxiteno.

Especificamente para produtos de proteção solar, Alexandra destaca o OXISMOOTH® CP, que é um excelente solubilizante de filtros UV, além de conferir às formulações alta espalhabilidade, rápida absorção e toque seco. Além disso, o produto é de fácil incorporação, mesmo em processos a frio, permitindo o desenvolvimento de formulações com diferentes sensações. Ele também é dermatologicamente testado, não oclusivo, não citotóxico ou fototóxico e é biodegradável.

“A linha pode ter múltiplas aplicações em soluções de cuidados pessoais, pois traz benefícios exclusivos e permite desenvolver formulações com diferentes perfis sensoriais altamente procurados pelos nichos de mercado”, diz Gabriela Destro, do field marketing para cuidados pessoais, limpeza doméstica e institucional da Oxiteno, citando como exemplo, além de protetores, cremes, loções, desodorantes, produtos para bebês, masculinos e tratamentos para cabelos.

Soluções versáteis

Protetor Solar só com filtros físicos, sensorial agradável, performance garantida e aprovado para certificações também é o destaque da IMCD com a linha UV CUT. Segundo Natália Scagliusi, analista de aplicação de produtos, são duas opções: o  UV CUT TiO2 55 CG e UV CUT ZnO 68 CG, dispersões  de Dióxido de Titânio e Óxido de Zinco, respectivamente, estabilizadas em emolientes. “Os filtros solares físicos já dispersos implicam em maior facilidade de incorporação na formulação e estabilidade, além de melhorar o sensorial e evitar o efeito branco na pele durante a aplicação do produto”, ressalta Natália.

Outro destaque da IMCD é o versátil e multifuncional booster de FPS Sunsolv BOS, um emoliente de alta polaridade que atua como solvente para filtro solares ativos orgânicos e fotoestabiliza a avobenzona. “É um excelente hidratante para pele, além de potencializar a ação do óxido de zinco e dióxido de titânio. Hipoalergênico, confere sensorial agradável e excelente espalhabilidade, formando filme homogêneo sob a pele”.

Sunsolv ™ BOS é um éster de ácido salicílico e um álcool C-12 ramificado. Sua utilidade pode ser amplamente resumida em três categorias: solubilizante, fotoestabilizador e transportador/dispersante. “Este produto possui baixa viscosidade e polaridade relativamente alta. Pode ser usado como um solubilizante para filtros UV cristalinos, como um fotoestabilizador para filtros UV foto-instáveis, e como um transportador e dispersante para TiO2 e ZnO”, garante Natália.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros