Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationDestaque Matérias Especias PeleSensorial em cosméticos: novo recurso para proporcionar indulgência e funcionalidade

Sensorial em cosméticos: novo recurso para proporcionar indulgência e funcionalidade

  • Written by:

Inovações buscam novas formas de surpreender e fidelizar

Por Estela Mendonça 

A expectativa dos consumidores em relação aos cosméticos vem se transformando nos últimos, trazendo novos desafios. Eles não querem mais esperar para perceber que o produto está lhe trazendo benefícios. A percepção dos resultados deve vir desde a primeira aplicação, em uma experiência que lhes surpreenda.

“Formular cosméticos para o século 21 é ter em mente que o resultado a ser alcançado abrange muito mais do que os dados científicos obtidos em testes in vitro”, defende Sonia Corazza, engenheira química especializada em cosmetologia e perfumista, que afirma que a sensorialidade tátil e olfativa ganharam uma conotação tão importante quanto a visual. “Um creme cosmético precisa ser espalhado com a máxima facilidade, deve ser absorvido numa fração de minutos e fornecer um filme final que dure muito e proporcione sensações dignas de um poema”.

A especialista observa que as texturas estão cada vez mais complexas. “São matrizes que se desdobram em atributos idílicos para criar brumas, séruns, elixires, bálsamos e muitas novas formas cosméticas”, que devem proporcionar sedosidade, maciez, filme aveludado, aparência mate, residual seco, toque refrescante, ação fondant e uma imensidão de efeitos.

Sonia Corazza: texturas estão cada vez mais complexas

“Quer garantir o uso de uma emulsão antissinais? Quer melhorar o relevo cutâneo num corpo acometido pela famigerada celulite? Pois pense seriamente em agregar substâncias conhecidas como fillers para doar um preenchimento imediato, somadas aos ingredientes de ação ativadora da produção de colágeno, elastina e glicosaminoglicanas, pois se o consumidor imediatista dos tempos atuais não sentir efeito desde o primeiro uso, pode ter certeza que a avaliação do resultado vai ser bem enviesada e negativa”, avisa Sonia.

A engenheira ressalta que, em tempos de tanta ansiedade, o consumidor deseja ver e sentir agora. “A única saída para quem formula nesta segunda década do século 21 é associar tecnologia de vanguarda para escolher com muita sabedoria quais ingredientes vai usar a uma ultra percepção sensorial para avaliar o resultado final de suas composições”.

Santuário de sensações

Fernanda Pigatto, diretora global de marketing da Beautystreams, agência de tendências dedicada exclusivamente às indústrias de beleza e embalagem, explica que, com a entrada da realidade virtual no cotidiano dos consumidores, a fisicalidade e a experiência sensorial ganham importância. “A vida moderna força os consumidores a se movimentarem constantemente da realidade virtual para a física. Como a maior parte do dia passam em computadores e em outros dispositivos de comunicação, eles se desconectam de seus corpos. Portanto, estão cada vez mais procurando por cosméticos que ofereçam experiências com textura que possam sentir e tocar”.

Essa constatação levou a Beautystreams a desenvolver o conceito Sanctuary para guiar a criação de produtos de skin care, hair care e maquiagem. “Sanctuary é onde o conforto e a indulgência se cruzam. São produtos que atendem a um consumidor que procura criar um refúgio moderno que desperta uma sensação de luxo e exclusividade íntima”, define Fernanda, explicando que no centro dessa tendência está a inovação focada no que o futuro pode trazer para a beleza. “Benefícios, texturas, aromas e aplicação devem inspirar e despertar os sentidos, criando uma conexão instantânea com o consumidor. Produtos multissensoriais com alto desempenho serão o que este consumidor estará procurando”.

Tendência Beautystreams “Sanctuary” prediz despertar os sentidos

Sensações acessíveis

O farmacêutico bioquímico, especialista em dermatocosmética, Alberto Keidi Kurebayashi, CEO da Protocolo Serviços em Consultoria Dermocosmética, lembra que o estímulo sensorial de um produto cosmético há pouco tempo era considerado um aspecto complementar, muitas vezes aplicado somente para itens de alta qualidade e custo.  “Atualmente, com a facilidade de acesso às informações, os consumidores estão se tornando cada vez mais especialistas e proporcionalmente desencantados pelas promessas excessivas e experiências que não atendem às suas expectativas”.

Para Kurebayashi, atender expectativa sensorial é desafio

Kurebayashi reforça que, no mercado cosmético, um produto para se destacar e conquistar fidelidade deve entregar uma experiência emocional positiva, pois não é aceito “resultado com sensorial ruim”. “A percepção da eficácia de um cosmético está diretamente relacionada a uma agradável experiência sensorial.O produto cosmético deve ‘abraçar’ o consumidor, desde o primeiro contato e na primeira aplicação. Deve estimular o máximo de seus cinco sentidos”, afirma. Ele exemplifica esses estímulos: embalagem, cor, consistência e aspecto (visão); notas olfativas em sintonia com o conceito do produto (olfato); o sabor agradável de um batom de morango (paladar); os estalidos de uma mousse crackling (audição); e, o mais importante, as infinitas possibilidades de estimular o tato: absorção, deslizamento, espalhabilidade, brilho imediato, brilho residual, sensação de hidratação, refrescância e muitos outros. A lista no caso dos cabelos também é extensa. Kurebayashi cita brilho, penteabilidade, maciez, perfumação, volume, efeito liss e muitos mais.

“O grande desafio dos formuladores está no desenvolvimento de produtos com foco no atendimento e expectativa sensorial. A cada semana temos o lançamento de novas matérias-primas, o que torna o nosso mercado dinâmico, inovador e surpreendente”, completa.

Avaliação sensorial

Se a percepção sensorial é pessoal e única, como o fabricante de cosméticos pode avaliar cientificamente esses atributos? “Não podemos esquecer que no processo de percepção, a mente cria uma experiência completa e, portanto, predizê-la é uma árdua tarefa”, diz Maria Inês Harris, Ph.D. em Química, com várias especializações em avaliação de segurança cosmética, autora dos livros “Pele – Estrutura, Propriedades e Envelhecimento” e “Pele – do Nascimento à Maturidade” e diretora executiva do Instituto Harris, exclusivamente voltado à avaliação de segurança dos ingredientes e produtos cosméticos.

Maria Inês explica que, quando nascemos, temos apenas os registros sensoriais de nossa vida intrauterina. Aos poucos, passamos a perceber o ambiente, registrando sensações físicas e impressões sobre o mundo. “As ideias derivadas da experiência sensorial direta com objetos físicos presentes no ambiente são impressões do sentido operando na mente e nas sensações. Essa função cognitiva ou mental da reflexão como fonte de conceitos depende da experiência sensorial e, durante a vida, vamos montando nosso repertório de sensações”. Ela destaca que a percepção sensorial não é apenas uma impressão passiva e uma mera combinação de elementos sensoriais, mas sim uma organização ativa dos elementos, formando uma experiência coerente.

Maria Inês Harris: em breve, até experiências pessoais poderão ser previstas

Segundo a especialista, através de técnicas instrumentais, pode-se mensurar e correlacionar atributos como suavidade, espalhamento, maciez, penteabilidade, brilho, balanço de mechas e outros, mas a principal inovação na indústria 4.0 é a associação de técnicas instrumentais e resultados de painéis treinados com os processamentos computacionais avançados para o aprendizado pelas máquinas (machine learning). “Em breve, mesmo hábitos culturais e até experiências pessoais poderão ser compreendidos e previstos com boa precisão, permitindo que sejam desenhados produtos para nichos específicos ou grandes massas, de forma mais ágil e com menos surpresas”, prevê. “Porém, mesmo com painéis treinados, técnicas instrumentais e máquinas inteligentes, em minha opinião, sempre haverá uma margem para variações, e a prova do lançamento, com a aceitação final pelo consumidor real, ainda poderá trazer surpresas”.

Novas sensações

A L’Occitane au Brésil, marca franco-brasileira do Grupo L’Occitane, acaba de lançar a Manteiga Corporal Textura Mousse Bacuri e o Creme de Mãos com Textura Mousse Bacuri.As novidades são enriquecidas com manteiga de bacuri, que proporciona reparação da barreira da pele e proteção contra o ressecamento. “Bacuri é uma das nossas linhas queridinhas para hidratar e reparar a pele e, como estamos sempre em busca de oferecer novas sensações e experiências aos nossos consumidores, sem abrir mão da qualidade, chegamos à textura mousse da manteiga corporal e do creme de mãos. Aveludados e com um cheirinho bem leve e fresco, os produtos trazem uma experiência sensorial muito rica”, afirma Victoria Gallo, diretora de marketing da L’Occitan eau Brésil.

L’Occitane au Brésil aposta em textura mousse

A marca Bio-Oil, que possui o óleo referência no tratamento de cicatrizes, estrias e tons desiguais com mais de 420 prêmios conquistados ao redor do mundo, acaba de trazer para o Brasil o Bio-Oil Gel para Pele Seca, um óleo em gel concentrado, que restaura e regenera a derme, garantindo hidratação e nutrição à pele.  O produto tem uma nova tecnologia: é feito de óleo, com textura de gel, que dá uma sensação quente ao ser aplicado, e fórmula 100%. Em estudos clínicos, 82% disseram que o produto melhorou significativamente a pele após dois dias de uso e depois de duas semanas, o produto melhorou 100% a pele do corpo.

Bio-Oil Gel é um óleo em gel para uma aplicação “aquecida”

A Ruby Rose Cosméticos lançou sua linha de LipTint com textura e acabamento diferenciados.  Desenvolvida para realçar a cor natural dos lábios, a novidade é versátil e pode ser utilizada também nas bochechas, como blush. Sua textura é o grande diferencial da linha, pois possibilita mais precisão na aplicação e sensação de conforto.De secagem rápida e longa duração, o produto não transfere, proporciona uma leve sensação de frescor e, em apenas uma camada, já é possível atingir o resultado ideal.

LipTint, da Ruby Rose, possibilita precisão e sensação de conforto

O Sublime Cleansing Butter Camomile, da The Body Shop, traz como diferencial uma textura de manteiga que derrete a maquiagem e tem a função de dissolver as impurezas e deixar a pele limpa e nutrida. Sua fórmula rica e nutritiva dissolve qualquer resíduo de maquiagem, sujeira e impurezas. Contém água floral de Camomila, manteiga de karité e óleo de oliva. O produto também é adequado para peles sensíveis e para usuários de lentes de contato, devido à suavidade da sua formulação.

Lançamento da The Body Shop traz textura manteiga que derrete impurezas

Body Hot, da linha Alchemy da Buona Vita, é uma mousse efervescente que estimula o calor e melhora a permeação de outros ativos para combater a combate celulite e gordura localizada. O produto surpreende com um som de efervescência curioso no ato da aplicação.

Mousse efervescente, da Buona Vita: som curioso na aplicação

A L’Oréal Paris acaba de trazer para o Brasil a Revitalift Hialurônico, linha composta por três produtos que envolvem tratamentos das linhas finas e prevenção de rugas profundas para dia, noite e olhos.“São fórmulas leves com textura mais líquida para uma fácil aplicação e sensação de maciez. Com apenas duas semanas de uso é possível perceber a diminuição de 30% de rugas nos lábios e 10% de linhas de expressão, pois o Revitalift Hialurônico hidrata tão intensamente que tem efeito preenchedor, melhorando o aspecto das rugas e linhas”, conta Bianca Pi, Diretora de L’Oréal Paris.

Revitalift Hialurônico tem fórmulas mais leves e textura mais líquida

Ingredientes sensoriais

Os fornecedores de matérias-primas têm se empenhado para desenvolver novos ingredientes que se propõem a oferecer novas e agradáveis experiências de uso dos produtos cosméticos. Para criar sensoriais diferenciados e transformar a performance dos produtos, Natália Scagliusi, especialista de produto da IMCD, destaca dois ingredientes da companhia, o Gransil EP-LS, que atua como modificador de sensorial proporcionando toque aveludado, efeito mate, além do controle de oleosidade,  e o Gransil GVL Lite, que também é um modificador de sensorial e promove hidratação com toque leve, agradável e aveludado.

Natália, da IMCD, destaca ingredientes que criam sensoriais diferenciados

Gransil EP-LS é um pó elastomérico que pode ser aplicado em emulsões e formulações anidras. “É extremamente suave, sendo indicado para formulações hipoalergênicas”, explica Natália, acrescentando que a ação de controle de oleosidade e o efeito mate na pele, com sensorial aveludado exclusivo são seus grandes diferenciais. “O ingrediente, que contribui para um visual mais uniforme da pele, é uma excelente opção para formulações de maquiagem, protetores solares e séruns faciais”.

Já o Gransil GVL Lite é uma dispersão de alcano de coco com certificação Ecocert em elastômero de silicone. “O ingrediente se adequa aos conceitos ‘natural’ e ‘vegano’, combinando propriedades hidratantes com sensorial leve e aveludado, o que o torna altamente indicado para emulsões e séruns faciais. É excelente para formulações de maquiagem, protetores solares e séruns faciais”.

Sensorial e multifuncionalidade

A Embacaps, que atua na distribuição de especialidades químicas com atendimento em todo o território nacional, sendo distribuidora BASF e WACKER para a região sul do país, ressalta a performance sensorial diferenciada de dois ingredientes. Um deles é o Cetiol® Ultimate, da BASF, um emoliente volátil de espalhamento ultrarrápido, 100% natural, facilmente biodegradável e aprovado Cosmos.

Fabiana Smaniotto, gerente de marketing técnico, explica que o Cetiol® Ultimate é uma solução sensorial definitiva para texturas únicas em aplicações leave-on, podendo ser aplicado em formulações para cuidados com o corpo, rosto, cabelo, protetores solares e maquiagens.  A experiência de uso do consumidor é um de seus principais destaques, segundo Fabiana. “Confere sensorial macio, suave e seco para óleos corporais e faciais. Proporciona secagem rápida e efeito mate aos produtos, além de auxiliar na dispersão de pigmentos”, explica.

Cetiol Ultimate: texturas únicas em aplicações leave-on

A outra sugestão da Embacaps é o BELSIL® ADM 8301 E, silicone de alta performance em tratamento e proteção capilar. “Trata-se de uma microemulsão não iônica de silicone amino funcional, altamente compatível com a superfície capilar. Possui tecnologia formadora de filme protetor, que se deposita principalmente na borda das cutículas, o que garante maior eficácia”.

Fabiana, da Embacaps destaca soluções da Basf e da Wacker

Além de condicionamento, melhora na penteabilidade, brilho e sensorial sedoso, BELSIL ADM® 8301 E protege a cor de cabelos tingidos e doa proteção térmica, preservando a proteína capilar. “Proporciona múltiplos benefícios aos fios, com potencial de ser o único ingrediente doador de performance para as formulações capilares, possibilitando a exploração de diversos claims. O ingrediente também retém a hidratação nos fios, além de ser  vegano e GMO (sem organismos geneticamente modificados)”.

Alternativas ao silicone

A INOLEX, fabricante global de ingredientes especiais para as indústrias de cuidados pessoais e cosméticos, no desenvolvimento de seus ingredientes, além combinar sustentabilidade, compreensão de tendências de estilo de vida e expertise em química verde, desenvolve soluções para proporcionar bem-estar aos consumidores, apostando em pesquisas para contemplar todos os aspectos sensoriais de um produto cosmético, levando em conta os cinco sentidos.

Guilherme Jerônimo, da Inolex: pesquisas levam em conta os cinco sentidos

Segundo Guilherme Jerônimo, cientista de aplicação, um dos destaques do portfólio da INOLEX é a linha LexFeel™, que engloba alternativas a silicones de distintas viscosidades, volatilidades e espalhabilidades e que oferece uma solução completa para desenvolvimento de formulações de skin care, hair care, sun care e make up. “A linha LexFeel™ consiste em ésteres naturais e/ou sintéticos que possibilitam o desenvolvimento de formulações sensorialmente inovadoras e sustentáveis, com apelo ‘silicone free’.  São ingredientes de alta performance para os consumidores exigentes que buscam eficácia e segurança, sem descartar um sensorial agradável e sensação confortável de produtos cosméticos”.

Para transformar o sensorial e a performance de formulações, o cientista indica o LexFeel™ 7, um éster incolor, inodoro e insípido, que promove sensorial seco e alta espalhabilidade, sendo uma solução para reduzir o residual branco e diminuir a pegajosidade. Ele é indicado principalmente para formulações de fotoproteção e antitranspirantes, inclusive aerossóis. Em testes comparativos, o LexFeel™ 7 demonstrou uma redução de residual branco em um antitranspirante stick de 84%.

Redução de residual branco em um antitranspirantestick chegou 84% com LexFeel™ 7

“Para proporcionar brilho para produtos capilares e maquiagens, o LexFeel™ Shine se destaca como substituto ao phenyltrimethicone, pois possui índice de refração superior e sensorial mais agradável”, destaca.

Como alternativa vegetal para os silicones voláteis, a INOLEX disponibiliza o LexFeel™ WOW-A. “Sob o princípio da química verde, é uma solução inteligente, mas sem os riscos para a saúde e para o meio ambiente”. Jerônimo destaca ainda linha LexFeel™ N Series para o desenvolvimento de produtos naturais. “São alternativas biodegradáveis aos dimeticones, todos com processo 100% renovável e sustentável, nos quais o único subproduto é água. São aprovados para veganos, possuem declaração Halal, Cosmos, NSF e não são geneticamente modificados”.

Já a tecnologia do LexFeel™ Vibrant, premiada na última in-Cosmetics Latin America, confere múltiplos benefícios sensoriais quando aplicado em maquiagens. “Trata-se de um ingrediente pioneiro que envolve amplamente nossos sentidos e transforma a experiência do consumidor durante a aplicação do cosmético”. Jerônimo explica que ele proporciona o desenvolvimento de texturas exclusivas, aumenta a espalhabilidade, o pickup (quando o produto adere ao dedo, facilitando a saída do produto da embalagem) e se diferencia como um intensificador de cor em produtos com pigmentos, melhorando a cobertura e a estabilidade das formulações.

LexFeel™ Vibrant promove texturas exclusivas e intensifica a cor

Melhoradores de sensorial

As formulações naturais de maquiagem também podem atingir níveis de espalhabilidade e toque surpreendentes. É o que garante Tatiana Gargalaka, gerente de marketing da Divisão Aminoscience da Ajinomoto, sobre o Amihope® LL, um modificador de sensorial em pó, natural, derivado de aminoácidos e com certificação COSMOS/Ecocert, que pode ser uma alternativa ao silicone.“Fácil de incorporar, ele aumenta a adesividade e proporciona uma sensação macia e sedosa, com uma aparência matificante, sendo ideal para formulações de maquiagem”.

Tatiana: aspectos sensoriais do Amihope® LL são surpreendentes

Tatiana destaca também que o Amihope® LL forma um filme natural sobre a pele, melhorando a textura e repelência à água e, diminuindo a percepção de poros abertos.  Além disso, segundo ela, os aspectos sensoriais do Amihope® LL são surpreendentes, especialmente de formulações de protetores solares, diminuindo a pegajosidade, enquanto melhora a espalhabilidade, deixando um acabamento macio na pele após a aplicação.

Já os ingredientes gelificantes GP-1 e EB-21 são modificadores de viscosidade com propriedades sensoriais únicas que permitem diversas inovações em aplicações cosméticas, especialmente para a categoria de maquiagem, tais como sticks transparentes. “Derivados de aminoácidos, a combinação de ambos os ingredientes permite a transformação de óleos em sólidos totalmente transparentes, devido à formação da rede de fibras que retém as gotículas de óleo. Com isso, é possível criar batons transparentes, perfumes sólidos e até novas formas de aplicação para dermocosméticos, como anti-idades, maquiagens com filtros solares e máscaras em bastão.”

Inovação premiada

Andrea Adams, gerente de desenvolvimento de produtos de Personal Care do Grupo MCassab, distribuidora exclusiva da Gattefossé no Brasil, destaca que formulações com pigmentos também podem ter o sensorial aprimorado com o Emulium® Illustro, um emulsionante natural para formulações água em óleo de alta performance sensorial e uma alternativa às formulações de água em silicone. “Emulium® Illustro é ideal para formulações com pigmentos, protetores solares e com excelente resistência à água. Além disso, foi medalha de ouro do prêmio World Innovation Award, prêmio concedido durante in-cosmetics, realizada em abril em Paris, na categoria Functional Ingredient”.

Com Emulium® Illustro, é possível obter texturas ultrafluidas e estáveis, garante Andrea

Segundo Andrea, durante 6 anos de desenvolvimento, a Gattefossé baseou seus estudos no comportamento e requerimentos do consumidor, que indicavam a crescente busca por cosméticos naturais e delicados. “Pessoas com pele sensível são mais propensas a procurar afirmações como ‘não contém’, natural e orgânico. As pesquisas mostraram que os consumidores de produtos orgânicos são mais inclinados a olhar a composição do produto, principalmente nos EUA e França”.

A Gattefossé também pesquisou o nível de aceitação de maquiagens naturais e constatou que bases naturais têm pouca aceitação, não gerando entusiasmo entre os consumidores, que não as enxergam como alternativas às maquiagens convencionais. As principais percepções comparadas às fórmulas à base de silicone foram baixo rendimento, cobertura inferior, acabamento artificial e pouca durabilidade sobre a pele.

O desafio foi criar um produto que revertesse esses aspectos negativos, o que resultou do desenvolvimento do Emulium® Illustro, que teve seus atributos avaliados por vários testes. Para o entendimento da performance sensorial em uma base de maquiagem, a Gattefossé realizou uma avaliação clínica com 34 voluntárias usuárias frequentes de bases de silicone (no mínimo quatro vezes por semana), com idades entre 25 e 48 anos e de todos tipos de pele (normal, mista, seca e sensível).

A avaliação abrangeu a primeira aplicação no laboratório do Institut d’Expertise Clinique (IEC), seguida de uma aplicação diária pelas usuárias. “Os resultados revelaram uma grande aceitação sensorial pela base natural frente à base de uso regular e essas consumidoras optaram pela base de maquiagem natural, decorrente do sensorial proporcionado e pela melhora da qualidade de suas peles”, destaca Andrea.

Entre esses resultados, 95% das voluntárias julgaram a aceitabilidade cosmética boa ou muito boa, 95% consideraram o desempenho bom ou muito bom e 95% consideraram as propriedades de durabilidade boas ou muito boas. O impacto do sensorial natural foi significativo: três em cada quatro participantes expressaram a vontade de continuar usando a base após o estudo, sem saber a composição da fórmula. Ao serem informadas da composição natural, sem PEG e sem silicone, impressionantes 91% das participantes estavam dispostas a trocar suas bases pelo produto natural testado, destacando que Emulium® Illustro apresenta alta compatibilidade com pigmentos, formadores de filme, micas, emolientes, agentes estabilizantes, glicóis, etanol, conservantes, modificadores de sensorial, filtros UV, alta carga oleosa, entre outros. “Com ele, é possível fazer texturas ultrafluidas e estáveis, além de não requerer a adição de coemulsionante”.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros