Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationArtigos Técnicos Ciência e TecnologiaSurfactantes diferenciados. A riqueza da biodiversidade brasileira com a última geração de tecnologia aplicada a cosméticos

Surfactantes diferenciados. A riqueza da biodiversidade brasileira com a última geração de tecnologia aplicada a cosméticos

  • Written by:
Gabriela Rocha, Rodovia SP 197, KM 18 – Torrinha/SP- ZIP Code: 17.360-000 grocha@citroleogroup.com
Rafaella Tomazini Candido, Rodovia SP 197, KM 18 – Torrinha/SP – ZIP Code: 17.360-000 rtomazini@citroleogroup.com
Flávia F.J. Batistela, Rodovia SP 197, KM 18 – Torrinha/SP- ZIP Code: 17.360-000 fjesuino@citroleogroup.com

Derivado de produtos 100% naturais e puros

Fontes vegetais completamente rastreáveis

Com a nova linha CitroTech, a Citróleo apresenta ao mercado 2 novos produtos inovadores, que combinam a riqueza da biodiversidade brasileira com a última geração da tecnologia aplicada a cosméticos.

Uma linha de Surfactantes ricos com características e benefícios únicos, oriundos de recursos renováveis, sustentáveis e rastreáveis dos óleos vegetais brutos do norte do Brasil. Uma alternativa natural aos surfactantes derivados do óleo da palma. 

Estima-se que no período entre 2003 e 2013, a demanda do mercado global de alimentos e cosméticos pelo óleo de palma fez com que a produção desta praticamente dobrasse. Tal necessidade se explica pelo fato do óleo de palma ser um ingrediente com valor competitivo ao mercado.

Mas não se assuste com esses números. Os dados realmente assustadores vêm a seguir: um estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Duke nos EUA (2016) mostra que 45% do óleo de palma produzido no sudeste asiático são oriundos de áreas onde originalmente eram florestas tropicais. Esses índices são ainda maiores para o Equador (60,8%) e Peru (53,1%). No Brasil, 39,4% da área cultivada para produção de óleo de palma é fruto de desmatamento de florestas úmidas, como a Amazônia.

A expansão deste nicho de mercado, além do seu legado de devastação florestal, oferece riscos para toda a biodiversidade desses países produtores, que estão vulneráveis à diminuição e extinção de suas espécies. Isso sem levarmos em conta os níveis mundiais de emissão de gases do efeito estufa decorrentes desse desmatamento.

Clique na imagem para ampliar

Figura 1. Mapas retirados do estudo de 2016, que mostram a porcentagem de áreas devastadas globalmente para produção de óleo de palma (a) e as mudanças observadas entre 2003 e 2013 (b). Dados da FAO.

Visando sempre o futuro do seu principal ativo, a natureza, o Grupo Citróleo acredita que no equilíbrio entre tecnologia de ponta com o respeito ao ecossistema e a biodiversidade, é possível continuar com a qualidade garantida dos produtos finais. Porém, sem carregar em sua cadeia de produção o desflorestamento, a extinção de animais, a poluição do ar e água, e tantos outros malefícios, muitas vezes ignorados por produtores menos conscientes.

Visando diminuir o impacto causado, a Citróleo lançou no evento In-Cosmetics Global 2018 em Amsterdam, uma nova linha de surfactantes de fontes naturais que agregam, além da alta performance em cosméticos, valores relacionados a sustentabilidade e conservação do ecossistema.

Primeiramente, apresentamos um agente condicionante de alto desempenho, fruto de intensas pesquisas em uma tendência mundial: produtos que disciplinam fios rebeldes, ou como mais popularmente conhecido “desmaia cabelo”. O Green Behenic (BAPDMA), ou Behenamidopropyl Dimethylamine, é um tensoativo não iônico, que em meio ácido apresenta caráter catiônico.

O Green Behenic (BAPDMA) é rico em ômega-9 e ácidos graxos C22 e C24 de cadeia longa, naturalmente presentes no óleo de Pracaxi, que proporcionam excelente poder condicionante com inigualável sensorial final. O produto aumenta o brilho dos cabelos, rapara parcialmente os danos causados por agentes externos como o secador, chapinha e alisamentos. Além disso, ele confere alto poder desembaraçante, penteabilidade a úmido e a seco, toque macio e redução de frizz e volume. Ainda assim não pesa os fios, pois é completamente adsorvido pela superfície negativamente carregada do cabelo.

Ressaltamos que o produto tem origem vegetal, é biodegradável, com baixa alergenicidade e livre de óleo de palma. O Green Behenic (BAPDMA) pode ser formulado em diversos produtos para tratamento capilar, tais como: condicionadores, cremes de pentear, cremes de tratamento, séruns, shampoo, entre outros.

Figura 2. Imagens do teste realizado com 25 voluntárias para comparação entre o Green Behenic (BAPDMA) e o derivado da palma.

Outro produto lançado durante o evento é o Green CAPB-B, compatível com tensoativos aniônicos, não iônicos e anfóteros. Apresenta-se como um surfactante anfótero inovador, pois confere às formulações cosméticas mais flexibilidade, exigindo menor percentual de eletrólitos doadores de viscosidade no produto final. Isso permite redução do ponto de turvação e maior incorporação de aditivos sem risco de separação de fases.

            O Green CAPB-B é uma betaína derivada do óleo de babaçu e possui excelente compatibilidade dérmica. Ademais, associado com tensoativos aniônicos, permite sinérgica redução da irritabilidade aos olhos e à pele, trazendo uma espuma mais macia estável e mais cremosa, além de ser naturalmente mais viscoso. Indicamos para formulações de shampoos transparentes, perolados, cremosos e infantis, gel para banho, banho de espuma e sabonetes líquidos.

Clique na imagem para ampliar

Figura 2. Teste comparativos com shampoos com a betaína de óleo de babaçu Green CAPB-B (A) e com a betaína derivada da palma (B).

Diferentemente de outros produtos similares presentes no mercado, os ingredientes da linha CitroTech apostam na natureza como ela é: derivam de óleos vegetais amazônicos brutos, ou seja, que não submetidos ao estresse térmico e químico do refino. Isso garante todas as propriedades e qualidades dos compostos de origem. E o melhor de tudo, são completamente rastreáveis e obtidos de maneira sustentável.

Gabriela Rocha, responsável técnica do Grupo Citróleo explica a importância do uso de óleos brutos: “O sucesso no resultado final de um produto está intimamente relacionado na escolha de matérias primas com qualidade e com procedência. Assim, analisamos criteriosamente toda a cadeia de fornecimento das matérias primas utilizadas na produção dos nossos surfactantes, de modo que somente óleos brutos e de extrema qualidade são empregados. Isso é crucial para um bom desempenho dos nossos produtos na aplicação de cosméticos finais”.

A analista ainda reafirma o compromisso com o bem-estar do planeta no desenvolvimento de novas tecnologias “a Citróleo reinventa a natureza, criando ingredientes suaves e seguros para uma nova geração de cosméticos, promovendo alternativas naturais para os produtos derivados da palma, através do manejo e extrativismo social e ambientalmente sustentáveis”.

O óleo de Pracaxi, matéria prima para produção do Green Behenic (BAPDMA) e o óleo de Babaçu, utilizado no Green CAPB-B provêm de uma parceria do Grupo Citróleo com comunidades do Norte e Nordeste do Brasil. A coleta dessas sementes é realizada respeitando-se o tempo de maturação do fruto, quando naturalmente se desprendem da árvore, preservando assim as espécies.

As comunidades muitas vezes se encontram em condições precárias de saneamento básico, moradia, acesso à educação, alimentação e saúde. Isso mostra a importância do trabalho de profissionalização, incentivo e apoio a essas pessoas, gerando uma nova fonte de renda para essas famílias de trabalhadores. Um exemplo prático é o extrativismo do babaçu, um projeto da Citróleo em parceria com produtores do estado do Maranhão e Tocantins, que impacta diretamente a vida de mais de 500 pessoas.

Nesse sentido, a Citróleo vem se destacando no cenário mundial de ativos para cosméticos, devido sua insistente busca por produtos que mantêm preservada sua história, através do respeito pela empresa à cultura e conhecimentos dos seus produtores. O Grupo Citróleo acredita que somente dando suporte e apoio a iniciativas socioambientais às comunidades que produzem sua matéria-prima, é que se garante a real sustentabilidade em toda sua cadeia de produção. Afinal, a aliança entre natureza, inovação e bem-estar são a essência da nossa empresa e todos seus colaboradores.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros