Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationColunistasTranspiração excessiva no couro cabeludo

Transpiração excessiva no couro cabeludo

  • Written by:
Muitas pessoas sofrem com a transpiração excessiva no couro cabeludo, uma situação que pode causar, além de constrangimento, incomodo, por deixar uma sensação de fios sempre sujos e mal cuidados, principalmente durante o verão. O que muitos não sabem é que há uma boa opção terapêutica para ajudar no controle dessa situação.

Por Dra. Leila Bloch

O tratamento indicado, para ajudar no combate a hiperidrose, é a aplicação de uma substância muito conhecida por seu uso em tratamentos cosmiátricos: a toxina botulínica. Embora conhecida por suavizar as rugas, ela também tem outras indicações terapêuticas, entre elas, o tratamento da hiperidrose (excesso de suor).

A hiperidrose é caracterizada pelo suor excessivo, que acomete além do couro cabeludo, mãos, pés, axilas, virilha e face. O médico que faz o diagnóstico e o tratamento desse distúrbio é o dermatologista. Mas, em alguns casos é preciso indicar um cirurgião vascular, por ser necessária uma cirurgia chamada simpatectomia.

Mas nesse artigo, vamos falar sobre o tratamento da hiperidrose com a toxina botulínica que é um procedimento simples, relativamente rápido e é realizado no próprio consultório. Antes, porém, o dermatologista irá realizar uma avaliação médica específica, para definir qual a quantidade e concentração do produto a ser aplicado. O numero de aplicações (picadas) fica em torno de 100 a 200 pontos, mas não significa que esse seja um numero válido para todos os pacientes.

A aplicação da toxina botulínica, no couro cabeludo, também é uma opção para quem, apesar de não sofrer com a hiperidrose, se incomoda com o suor excessivo quando, por exemplo, faz atividade física na hora do almoço ou as mulheres que não querem lavar o cabelo todo dia após a academia. Em casos como esses, a aplicação da toxina botulínica deixa de ser um tratamento terapêutico e passa a ser um procedimento estético.

É importante esclarecer que, para algumas pessoas, o procedimento apenas irá proporcionar uma redução da sudorese, sendo necessário ainda lavar os cabelos após a prática de exercícios. Em compensação, haverá casos em que seja possível usar apenas um shampoo a seco, o que não era possível antes do tratamento, enquanto há pacientes que podem ficar com os cabelos intactos mesmo após a atividade física.

O importante é conversar com seu dermatologista expondo suas necessidades e expectativas e juntos definir o melhor tratamento para seu caso.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Nossos canais

Parceiros